quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Quanto Você Gastou com seu Automóvel em 2013?


Segundo esta reportagem da AutoInforme, o custo do brasileiro médio com o seu automóvel aumentou 4,9% em 2013, valor este acima do IPC que foi de 3,88%. A inflação do automóvel acompanha a evolução dos preços de peças, serviços, combustíveis, impostos e seguros. O custo médio mensal para se manter um carro em 2013 foi de R$ 1.054,00 o que corresponde a R$ 12.648,00 por ano. Lembrando que este número não inclui prestações e depreciação, apenas as despesas com o veículo.


O maior contribuinte para o aumento dos gastos foi o setor de serviços, que acumulou alta de 5,93%. A lavagem simples ficou 14,2% mais cara. Já o estacionamento por hora subiu 5,81%.

Outro aumento determinante foi o dos combustíveis na média de 5,72%. Peças de reposição tiveram alta de 4,48%. Já o preço do seguro subiu 4,66%.

Por outro lado, impostos ficaram mais baratos 2,72% graças à queda do preços do carro usado de onde é tirado o percentual do IPVA que teve queda de 4,92%.


A tabela acima apresenta o gasto médio mensal do brasileiro segundo a AutoInforme. Abaixo apresento os gastos que tive em 2013 com meu automóvel popular ano 2001:


Na categoria Combustíveis fiquei alinhado com o gasto médio já que gastei apenas um pouco menos que a média.

Na categoria Peças fiquei bem abaixo da média. Apesar de ter um carro com muitos anos de uso as peças do mesmo são muito baratas o que me trás uma economia muito grande nas oficinas.

Na categoria Serviços fique bastante abaixo da média, isto porque lavo o carro de três e três meses, rs. E uso muito pouco serviços de estacionamento.

Na categoria Impostos o meu número acabou ficando superior à média, não entendi o motivo já que o IPVA do meu carro é muito baixo (305,73).

Na categoria Seguros a diferença foi gritante (53,64 para a minha média e 229,73 para a média do brasileiro).

Abaixo apresento os gastos com o meu automóvel nos últimos anos:


Quanto seu Carro vai Custar em 2014?

Segundo o site VRUM, o proprietário de um Volkswagen Gol, modelo mais vendido no Brasil, vai gastar R$ 8.487 em 2014. Já a pessoa que tem um Range Rover Evoque na garagem vai desembolsar R$ 21.490 no próximo ano. O montante total inclui gastos fixos com impostos, manutenção, combustível, além de seguro particular. Ainda assim, na conta não estão incluídos imprevistos, como a quebra de alguma peça.

Confira os gastos para 2014 dos 10 carros mais vendidos do ano (sem incluir o valor do seguro particular):

Gol - R$ 30.220

IPVA - R$ 755,50
Licenciamento - R$ 68,13
DPVAT - R$ 105,65
Revisões - R$ 440,00
Combustível - R$ 5.608
TOTAL = R$ 6.977,28

Palio - R$ 24.570

IPVA - R$ 614,25
Licenciamento - R$ 68,13
DPVAT - R$ 105,65
Revisões - R$ 172,00 (15.000 Km)
Combustível - R$ 4.819,67
TOTAL = R$ 5.779,70

Fiesta - R$ 26.990

IPVA - R$ 674,75
Licenciamento - R$ 68,13
DPVAT - R$ 105,65
Revisões - R$ 504 (R$ 224 (anual ou 10.000 Km) + R$ 280 (20.000 Km))
Combustível - R$ 5.444,44
TOTAL = R$ 6.796,97

HB20 - R$ 33.295

IPVA - R$ 832,37
Licenciamento - R$ 68,13
DPVAT - R$ 105,65
Revisões - R$ R$ 119,13 (anual ou a cada 10.000 Km)
Combustível - R$ 5.113,04
TOTAL = R$ 6.238,32

Onix - R$ 31.790

IPVA - R$ 794,75
Licenciamento - R$ 68,13
DPVAT - R$ 105,65
Revisões - R$ 696 (R$ 196 (10.000 Km) + R$ 500 (20.000 Km))
Combustível - R$ 5.600
TOTAL = R$ 7.264,53

Sandero - R$ 28.690

IPVA - R$ 717,25
Licenciamento - R$ 68,13
DPVAT - R$ 105,65
Revisões - R$ 646 (R$ 187 (10.000 km) + R$ 459 (20.000 Km))
Combustível - R$ 4.741,93
TOTAL = R$ 6.278,96

33 comentários:

  1. Coloca a depreciação e o custo de oportunidade de 10% do ativo livre de risco, e a conta fica bem mais salgada. Para quem mora em cidades relativamente organizadas, sai mais barato andar de táxi do que ter um carro.
    Carro é artigo de luxo, é um devorador de poupança individual e nacional. Além do mais, carro foi e é o que está trazendo caos de mobilidade urbana para as cidades dos países menos desenvolvidos, como o nosso, bem como é um dos responsáveis pela pressão nos nossos sistemas naturais, seja pela emissão de gases estufas, seja pela poluição, seja pela quantidade absurda de materiais e energia para fazer um objeto do tamanho de um carro.

    Portanto, meu pai sempre falou para mim, carro é para quem realmente pode ter um carro. Carros mais caros de 200/300k? Isso é para quem tem alguns milhões em investimentos, na minha opinião.

    Abraço!

    soulsurfer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opinião muito bem colocada, surfista.

      Excluir
    2. Por isto estou muito satisfeito com meu popular ano 2001. Considerando a depreciação e o custo de oportunidade em relação a um carro na faixa de 50.000 então tenho uma vantagem na ordem de uns 10K mensais.

      Excluir
    3. Eu optei por não ter carro e andar de táxi ou de ônibus. Faz uma diferença enorme no orçamento. Muita gente que tem carro não faz idéia dos custos mensais, só reclamam na época do IPVA ou quando o carro quebra. O pessoal acha que táxi é sempre mais caro, mas não fazem as contas. Tem regiões aqui em São Paulo que o estacionamento é caríssimo, e tem gente que até compra um segundo carro por causa do rodízio.
      Esses R$1.000 mensais médios na manutenção do carro podem ser levados em conta na hora de comprar ou alugar uma moradia. Na minha opinião, morar perto do trabalho nas grandes cidades está ficando cada vez mais necessário, por conta de trânsito, rodízio, manifestações e passeatas, imprudência de outros motoristas e motociclistas, etc. Sem contar que ir a pé por uma meia hora ajuda a manter um pouco a forma de quem trabalha o dia inteiro em escritório...

      Excluir
    4. Eu sempre fui à pé para o trabalho, pagava um pouco mais caro no aluguel mas não precisei adquiri automóvel. Para os solteiros realmente não é aconselhável ter carro, mas à partir do momento que a família cresce a necessidade aparece, mas nada que justifique uma aquisição de elevado valor.

      Excluir
    5. é por aí.

      nem tenho carro. sem caronas, ando 98% de onibus.

      talvez com filhos isso mude.

      Excluir
  2. Ia trocar de carro o meu e de 2008 mas todo completo. Resolvi continuar com ele ate o ultimo momento e pegar uma loja no lugar. Troquei um passivo por um ativo rsrsrs. Abraço aprendiz. Obs o anon falou tudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu trocava este completão de todo jeito, mas por uma basicão, rs.

      Excluir
  3. E a PTzada estimula o povão a comprar carro.....O povo é mediocre! Realmente o ser humano parece ser um macaco que a milhares de anos perdeu o rabo, ou o btasileiro têm baixa cognicao mental????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde que me tornei independente dos meus pais sempre tive 2 carros. Isso a partir de 2006.
      No entanto, depois de casar minha esposa me perguntou por que eu tenho dois carros se vou trabalhar a pé. kkkkkkkkkkkkkkkk
      Isso ocorreu em 2009. Vendi um deles e hoje só tenho um carro, que eh muito mais pela conveniência de ter do que por necessidade mesmo.
      Eu poderia usar táxi. Mas acho inconveniente, prefiro ter o carro mesmo.
      Mas é opção de cada um.
      Tenho um tio aposentado que, pasmem, tem 3 carros sedãns. Se ainda fosse uma pick-up, um sedan e um jipe, por exemplo, vá entender. Mas 3 sedãns para quem nem trabalha.

      Excluir
    2. Se este tio já está aposentado, com filhos todos já criados e sem onde por o dinheiro que acumulou na vida, então vai lá, pode curtir os carrinhos dele. Mas que é exagero isto é.
      Eu andei à pé até os 33 anos, usava táxi e coletivo. Até que meu pai me presenteou com meu carro atual. De lá para cá o que faço é conservar o carro, pretendo ficar com ele para o resto da vida, não vejo necessidade de outro no momento. Ficar sem carro hoje é complicado, pois estou morando mais afastado dos hospitais, e outros serviços essenciais, então o custo mensal de 500 reais acaba compensando. Acima de 1000 já começaria ficar salgado penso seu.
      Abraço!

      Excluir
  4. Fiz um post sobre isso
    http://viverbemeinvestir.blogspot.com.br/2013/07/o-estrago-que-um-carro-pode-fazer-na.html

    E realmente, o custo médio é de 1.000 R$. (Isso se você não tem financiamento, e roda cerca de 1000 a 1500km por mês (minha média).

    Assustador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li o relato no seu blog. conforme escrevi lá penso que o automóvel de uma pessoa não pode ser superior a 5% do patrimônio. O meu está até abaixo disto. Valores acima disto já representam dilapidação de patrimônio. O grande dilema que tinha era quanto a viagens mais longas com a família, já que um carro básico não apresenta conforto suficiente nem tem itens de segurança como air-bag e ABS. Se considerar passo uns 15 dias viajando de carro por ano, ou até menos, e considerando que a diária de um carro alugado está em torno de 200 reais, então ainda é mais vantagem ter um popular básico na garagem e realizar aluguéis esporádicos para viagens de longa distância.

      Excluir
  5. Carro realmente é uma facada. Tbm já fiz um post sobre eles, mostrando que manter o mesmo carro por mais de cinco anos traz uma economia imensa. Sem contar o fato de escolher um modelo pouco mais simples pra diminuir todos os gastos associados. Eu tô evitando andar, aproveitando a bike e deixo o carro bem quietinho tentando gastar o mínimo possível com tudo. Excelente post Uó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Thales, com a bike você ajuda o bolso, o corpo e o meio ambiente, rs.

      Excluir
  6. Legal seu post Uó,
    Visualizar os custo por ano de um carro é sempre impressionante.
    Mas fazer o que?
    No Brasil transporte público é sofrível.
    Para quem roda um pouco mais nessas nossas estradas, precisa ter um carro mais seguro e consequentemente mais caro.
    Não tem jeito, viver aqui custa caro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tem que se pro na ponta do lápis o custo/benefício.

      Excluir
  7. É isso aí ter um carro seguro é questao vital. Mas durante o mestrado andava de fusca e gol chaleira que inclusive chovia dentro. Hoje tenho um Fluence e um fusca que é uma reliquia. BAGUAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu carro deve virar relíquia também, talvez um dia passo a ter esta fluência toda, rs.

      Excluir
  8. mano, de manutençaõ eu nao gasto quase nada, eu mesmo troco quase tudo que é necessario.
    meu carro é semi-novo 2010, vantagem ter comprado zero.

    como eu me ferrei e meti na revisional e fiz uns rolos pra escapar, naõ to pagando, nem conseguiram me tomar ele...

    não pretendo trocar nem vender essa tranqueira tão cedo, já que nem quitar eu vou rs então vou levando. a cada ano que passa a manutençao fica mais barata.

    explico: as montadoras tem uma marmelada de mudar as peças do ano. veja na autopeças da vida: pastilha do gol g5 2008/2009 (um preço), 2010/2011 (outro preço), 2011/2013 (outro preço). Gol g6 (outro preço) e assim por diante. quanto mais velho seu carro mais barato. TUDO FICA MAIS BARATO. Ah, mas as peças são diferentes... meu pau de oculos que fica diferente. eles mudam so o formato da peça, tiram ou acrescentam um ressalto qualquer que impeça o encaixe perfeito da peça do modelo novo, pra obrigar o tonto que troca de carro anualmente a comprar peças caras (pastilhas, peças de funilaria em caso de colisão etc).

    dica: aprenda a fazer o basico (trocar filtros, velas e cabos) e faça as revisões (depois da garantia expirar se for zero) na oficina mais barata e decente (veja o cxb, não faça serviço em oficina cara, mas tem cada boca de porco que é triste...)

    outra mentira é que "carro velho da trabalho". mentira mentira mentira. tudo que for bem conservado mesmo velho da menos trabalho e custo que um mais novo judiado. troque sempre o oleo do carro, mantenha as correias em dia, a agua, velas,pastilha de freio e filtros, cabou. a cada muitos anos que voce tem uma despesinha extra de suspensão (trocar buchas e amortecedor), a cada 2 anos +- troca de pneus, que voce deve fazer de 2 em 2 se for esperto e NAO FIZER RODIZIO, coisa inventada na decada de 1950 quando 99% dos carros era tração traseira.

    abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimas dicas Victor. Concordo com tudo que você falou.
      Abraço!

      Excluir
    2. Tudo isso que o Victor disse é o meu dia a dia, esse ano meu IPVA é R$ 0,00 !!! Aleluia !! rsrs o meu gasto total ano passado com o carro foi de R$ 6.666,51 sendo R$ 3.406,47 só de gasolina e olha que até uma enchente pegou ele !!! rsrsrs

      Excluir
    3. Victor.
      Falou tudo! Quem é da área sabe. Equipamentos se enquadram na curva banheira. Possuem mais manutenção no início da vida e no final. No meio da vida é o que menos da problema. Basta manter tudo em dia. Ahh... e tem outro ponto interessantíssimo. A maioria das montadoras usam as revisões para coletar informações dos novos projetos. Tipo, como se você fosse cobaia. Não testam os produtos direito e nós é que fornecemos o "feedback" involuntariamente (sem contar que oficina de revisão oficial cobra uma fortuna por serviços simples). Lembrem-se sempre. JAMAIS compre carro que foi projetado agora (1° geração). Comprem sempre da 2° geração pra frente. Dica quente.
      Abraço galera!

      Excluir
    4. Primeira geração é fria mesmo, tô fora!

      Excluir
  9. Belo Trabalho Uorrem, eu não tenho carro e nunca tive e honestamente prefiro morar bem localizado do que gastar dinheiro com carro, impostos, perder com a depreciação, gasolina e sempre fui feliz assim. O grande problema desse País é não ter um transporte público de qualidade para a população e nas minhas viagens é justamente isso que mais me chama atenção, quando visitei a Suiça era bem reduzido o número de carros e o que mais via era Bicicleta para tudo quanto era lado e quando conversava com os colegas Suiços, a maioria não tinha essa fixação por carros que os brasileiros tem e para eles o transporte público era muito mais importante do que esbanjar com carros, o senso de coletividade realmente me impressionou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou bem Fábio, além do péssimos transporte público temos esta cultura do brasileiro gostar muito de carro. Se o transporte publico melhorasse e o brasileiro diminuísse a fixação por automóvel teríamos um trânsito muito mais eficiente e organizado, e ai sobrar mais espaço para as ciclovias também.
      Abraço!

      Excluir
  10. Seu custo mensal com o carro, cobrem facil minhas despensas com as viagens mensais..rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é mochileiro, meu custo é baixo mas mesmo assim é um custo considerável. Mas com grávida e neném chegando o carros ficou essencial. Aproveite enquanto pode.

      Excluir
  11. É um gasto sem escapatória. Ou submeter a andar de ônibus lotados em temperaturas superiores a 40 graus. Mas não compro veículo zero km, devido ao roubo escancarado das nossas montadoras e ao financiamento onde os juros são absurdos.

    ResponderExcluir
  12. òtimos sites de fonte

    Uorrem só pra deixar claro, você saiu do blog roll porque só ficam lá quem participa do ranking, é uma regra que tenho desde o começo, nada pessoal.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tendi, mas você continuará aqui no meu, volte sempre!

      Excluir